Encontrei uma preciosidade online e queria muito compartilhar com vocês: um guia prático (eu falei prático? eu quis dizer MUITO prático!) sobre Produção Mais Limpa no setor de bijuterias e joias folheadas.

Muito detalhado, esse livro digital fala sobre: galvânica, fundição, fotocorrosão, ligas de alta e baixa fusão, processo de cera perdida, estamparia, rebarbação … enfim, é completíssimo! Para baixar o PDF, clique aqui ou na direto na capa:

Esse documento faz parte de uma série de  “Guias de Produção Mais Limpa (P+L) para setores produtivos brasileiros”. 
São materiais elaborados pela CETESB para setores produtivos específicos, contendo uma descrição dos processos, os principais impactos ambientais potenciais e medidas de P+L aplicáveis a cada um. Aqui no blog da Sueli Renê, iremos falar apenas da P + L relacionada ao setor de bijuterias e joias folheadas.

E em que esse material pode ajudar a minha empresa?

O livro foi desenvolvido para levar até você informações que o auxiliarão a integrar o conceito de Produção Mais Limpa (P+L) à gestão de sua empresa. Embora seja um conceito novo, a P+L trata, principalmente, de um tema bem conhecido das indústrias: a melhoria na eficiência dos processos.

Contudo, ainda são muitas as dúvidas na hora de adotar a gestão de P+L no cotidiano das empresas.


borrachas utilizadas na baixa fusão – fonte: Google.com

De que forma ela pode ser efetivamente aplicada nos processos e na produção? Como integrá-la ao dia-a-dia dos colaboradores? Que vantagens e benefícios traz para a empresa? Como uma empresa de pequeno porte (acredito que a maioria dos clientes da Sueli Renê se encaixa aqui!) pode trabalhar à luz de um conceito que, à primeira vista, parece tão sofisticado ou dependente de tecnologias caras?

Para responder a essas e outras questões, o guia traz algumas orientações teóricas e técnicas, com o objetivo de auxiliar você a dar o primeiro passo na integração de sua empresa a este conceito.

Em linhas gerais, o conceito de P+L pode ser resumido como uma série de estratégias, práticas e condutas econômicas, ambientais e técnicas, que evitam ou reduzem a emissão de poluentes no meio ambiente por meio de ações preventivas, ou seja, evitando a geração de poluentes ou criando alternativas para que estes sejam reutilizados ou reciclados.


modelos em cera – foto: Roberto Lima para Mais Varejo

Como fazer isso na prática? 

Essas estratégias podem ser aplicadas a processos, produtos e até mesmo serviços, e incluem alguns procedimentos fundamentais que inserem a Produção Mais Limpa (P+L) nos processos de produção.

Dentre eles, é possível citar:
– redução ou eliminação do uso de matérias-primas tóxicas; 
– aumento da eficiência no uso de matérias primas, água ou energia;
– redução na geração de resíduos e efluentes e
– reuso de recursos.

As vantagens são significativas para todos os envolvidos, do indivíduo à sociedade, do país ao planeta.

E quais são os benefícios de se adotar a P+L?

É a empresa que obtém os maiores benefícios para o seu próprio negócio. Para ela, a P+L reverte em:

– redução de custos de produção;
– aumento de eficiência e competitividade;
– diminuição dos riscos de acidentes ambientais;
– melhoria das condições de saúde e de segurança do trabalhador;
– melhoria da imagem da empresa junto a consumidores, fornecedores, poder público, mercado e comunidades;
– ampliação de suas perspectivas de atuação no mercado interno e externo;
– maior acesso a linhas de financiamento e
– melhoria do relacionamento com os órgãos ambientais e a sociedade.

Por tudo isso, vale a pena adotar essa prática, principalmente se a sua empresa for pequena ou média, e esteja dando os primeiros passos no mercado, pois, com a P+L, você e seus colaboradores já começam a trabalhar certo desde o início. Ao contrário do que possa parecer num primeiro momento, grande parte das medidas são muito simples. Algumas já são amplamente disseminadas, mas, neste guia, elas aparecem organizadas segundo um contexto global, tratando da questão ambiental por meio de suas várias interfaces: a individual relativa ao colaborador; a coletiva referente à organização; e a global, que está ligada às necessidades do país e do planeta.

“Mas isso eu já faço”…

É provável que, ao ler o documento, em diversos momentos, você pare e pense: “mas isto eu já faço!” Tanto melhor, pois isso apenas irá demonstrar que você já adotou algumas iniciativas para que a sua empresa se torne mais sustentável. Em geral, a P+L começa com a aplicação do “bom senso” aos processos, que evolui com o tempo até a incorporação de seus conceitos à gestão do próprio negócio.

É importante ressaltar que a P+L é um processo de gestão que abrange diversos níveis da empresa, da alta diretoria aos diversos colaboradores. Trata-se não só de mudanças organizacionais, técnicas e operacionais, mas também de uma mudança cultural que necessita de comunicação para ser disseminada e incorporada ao dia-a-dia de cada colaborador. É uma tarefa desafiadora, e que, por isso mesmo, consiste em uma excelente oportunidade. Com a P+L, é possível construir uma visão de futuro para a sua empresa, aperfeiçoar as etapas de planejamento, expandir e ampliar o negócio, e o mais importante: obter simultaneamente benefícios ambientais e econômicos na gestão dos processos.


foto: produção Realen Folheados

E como é estruturado o documento? 

O material foi dividido em quatro capítulos:

Inicia-se com a descrição do perfil do setor, no qual são apresentadas suas subdivisões e respectivos dados de produção, exportação e outros.

Em seguida, apresenta-se a descrição dos processos produtivos. O texto explica as etapas genéricas e as entradas de matérias-primas e saídas de produtos, efluentes e resíduos.

No terceiro capítulo, você conhecerá os potenciais impactos ambientais gerados pela emissão de rejeitos dessa atividade produtiva. O objetivo deste material é demonstrar a responsabilidade de cada empresa com a degradação ambiental. Embora em diferentes escalas, todos contribuímos de certa forma com os impactos no meio ambiente. Entender, aceitar e mudar isso são atitudes imprescindíveis para a gestão responsável das empresas.

O último capítulo é o “coração” deste guia. Nele, veremos alguns exemplos de procedimentos de P+L aplicáveis à produção: uso racional da água com técnicas de economia e reuso; técnicas e equipamentos para a economia de energia elétrica; utilização de matérias-primas menos tóxicas, reciclagem de materiais, tratamento de água e de efluentes industriais, entre outros.


foto: separação de produtos banhados Realen Folheados
Esperamos que este livro digital torne-se uma das bases para a construção de um projeto de sustentabilidade na gestão da sua empresa. Nesse sentido, convidamos você a ler este material atentamente, discuti-lo com sua equipe e colocá-lo em prática. Boa leitura!

Gostou? Então simbora trabalhar!

BAIXE GRATUITAMENTE CLICANDO AQUI
Se você tem interesse em P + L aplicada à outros setores, a CETESB disponibiliza os materiais completos nesse link aqui.

O texto desse post é parte integrante da introdução do guia da CETESB.  Fizemos uma livre adaptação para o blog e todos os grifos e sub-títulos são nossos.
(A foto que abre esse post é do setor de produção da Realen Folheados)

www.suelirene.com.br
Acompanhe nossas novidades no Instagram!

Compartilhe este artigo com sua rede!

Pin It on Pinterest